Promoção!
livrooarmario
melhorlivrosobreahomossexualidadelivro-homossexualidade

Livro O Armário: homossexualidade. 144 páginas.

R$ 42,00 R$ 29,90

Livro sobre a homossexualidade. Com 144 páginas e mais de 4 mil exemplares vendidos, o livro O Armário foi escrito pelo bacharel em psicologia Fabrício Viana e trata de maneira bastante didática sobre a homossexualidade e os processos psíquicos que envolvem a entrada e a “saída do armário”. O livro divide-se em duas partes, a primeira, autobiográfica, focada na vida do autor e a segunda, narra sobre a história da homossexualidade, a condenação religiosa, neuroses, homofobia internalizada, dinâmicas psíquicas do machismo e outros temas interessantes para estudantes e profissionais que desejam conhecer profundamente o “desejo ainda considerado proibido”.

  • Este livro está disponível também na literaturagay: LIVRO DIGITAL (Kindle).
    .
  • Curta a fanpage do livro no Facebook.
    .

Em estoque

Descrição do produto

livrooarmario

Compartilhar

Informação adicional

Peso 200 g
Dimensões 2 x 14 x 21 cm
Páginas

144

Edição

Quarta edição

Avaliações

  1. :

    Então, eu já havia mandado um email comentando, não sei se você teve a oportunidade de ler. É sobre uma parte ortográfica onde você cita “estupro” mas escrito (estrupo), e sobre o uso deste termo, judicialmente só sofre estupro muheres; homens sofrem violência sexual, mesmo que sofram penetração forçada. Sobre o livro, recomendei sim, emprestei, pessoas compraram e parabéns pela obra. Espero outros lançamentos. Forte abraço. Rafael Moreira
  2. :

    O livro O Armário é muito bom para quem já saiu do armário e para quem ainda está dentro, pois proporciona uma visão de como é a vida realmente. Mostra que você tem que enfrentar barreiras se quiser ser feliz e mostra que todos somos iguais e temos que combater a homofobia juntos, não temos nenhum tipo de doença apensas as pessoas foram criadas diferente. O Livro É Muito Bom!
  3. :

    Olá, gostaria de falar um pouco do livro O Armário - Vida e pensamento do desejo proibido! Eu achei o livro muito interessante, pois retrata algo que nos faz refletir sobre nossa natureza, independente da orientação sexual, eu acredito muito na naturalidade de cada ser, quando somos sinceros com nossos sentimentos internalizados e aceitamos o que sentimos os acontecimentos nos conduz ao nosso desejo. Eu acredito que seja um livro didádico porque nos faz identificarmos algo que sentimos ou gostaríamos de sentir. O assunto que mais gostei apesar de particularmente eu ter uma conduta de clareza da minha orientação sexual, e compartilhar isto com familiares, amigos de infância, colégio, trabalho e assim por diante foi entender que apesar da particularidade de cada um, uma coisa é certa! O preconceito nasce dentro de casa, desde pequeno nós "homens" somos ensinados que não devemos chorar, não devemos mostrar sentimentos que coloque em dúvida nossa condição sexual, e o livro aborda isso, o machismo é algo diário que cresce com nossa infância, adolescência, juventude e maturidade, algo que devemos ficar alerta, pois se não nos libertarmos disso seremos frustrados e infelizes! Uma das coisas dentre tantas outras que são interessantes no livro é o fato de aprendermos a lidar com essa diversidade de pensamentos e entendermos que o importante é nos aceitarmos como somos criarmos nosso mundo de felicidade se não for possível contar aos familiares, amigos etc, devido ao preconceito que existe, tentar seguir, isto é importante algo pessoal mas que recomendo; O mundo não precisa nos aceitar, tem o dever de nos respeitar, mas se não for possível, vamos continuar; é isto! Eu recomendo por tudo que citei neste depoimento!
  4. :

    Eu li o livro e amei... escrita maravilhosa... lendo o livro entrei na sua vida, parecia que fazia parte da história. Recomendo a todos a lerem O Armário, este livro nos traz um segmento de vida, força, caráter e humildade... Abraços, Digo Tunnel
  5. :

    Fabricio, Parabens pelo livro, gostei mto cara.. a leitura eh bem dinamica e o assunto nem se fala... eh abordado de uma forma que nunca antes vi. Como sugestao, proponho uma melhor revisao ortografica... pois encontrei erros de concordancia, pontuacao e ate na grafia das palavras, como por exemplo estrupados, qdo o correto seria estuprados, do verbo estuprar. Espero que minha sugestao seja acolhida pelas proximas edicoes. Sou jornalista no int. de sp. e mais uma vez parabens!
  6. :

    Achei simplesmente demais! O autor aborda o assunto sem muitos rodeios, muito simples e fácil de entender. Muito interessante a parte em que o Fabricio conta suas primeiras experiências homossexuais, seu dia-a-dia, como enfrentou o preconceito e principalmente, como ele é muito bem resolvido sexualmente!!! Adorei, amei!! Recomendo a leitura. Vale a pena.
  7. :

    Gostei, li com atenção, mas não me deu coragem. Continuo dentro do armário, solitário, aos sessenta anos. Resolvo as aflições com próteses de silicone, que não me beijam, não me acariciam, não me agarram pela cintura, mas mitigam um pouco os desejos e apetites do dia. Recomendarei a outra pessoa, se conseguir vencer a timidez. Abraço
  8. :

    Gostei muito do livro O Armário. Posso dizer q ele é um livro q vc lê praticamente numa "tacada só" rs. Pelo menos , na primeira parte, em que o autor expõe sua vida pessoal aos leitores, não como forma de se promover por meio de autobiografia, mas sim como forma de trazer identificação imediata àqueles q o leem. Muitas das coisas q ele viveu, eu vivi e tantos de nós devem ter vivido ou ao menos ter ouvido falar, com certeza. Também gostei da parte mais "científica", psicólogica , em q Fabricio faz uma análise profunda sobre as causas do machismo e da homobia internalizada e outros assuntos q permeiam nossa sociedade e a vida gay. Só acho q q seria necessária uma nova revisão, pois há alguns errinhos de digitação e ortografia, mas nada q comprometa totalmente a obra. Parabéns pelo livro e saiba q já o recomendei por aí rs. Abraços
  9. :

    Lí O Armário não só uma ou duas vezes e sim inúmeras vezes. Na minha primeira leitura não consegui parar, me deixei levar pelos relatos, esqueci a hora e terminei a leitura no mesmo dia. Fabrício Viana nos convida neste livro a ser o personagem principal. Quantos de nós não já passou pelas mesmas situações que o autor? Quantos medos, dúvidas e temores tínhamos sobre nossa homossexualidade? O momento de contar para a família e de as vezes termos uma resposta contraria da que esperamos ter é surpreendente, assim como a reação da mãe do autor que acompanhou Fabrício a um club gay, deu seu apoio mesmo com constrangimento materno. Não dá para que em poucas linhas se possa descrever o que se le no livro. São tantas partes importante, tantos exemplos que podemos nos espelhar e muitas emoções. Recomendo a todos que de uma forma ou de outra, passou ou passa por medos de abrir esta porta e por o pé fora.
  10. :

    Não li. Foi presente, mas quem recebeu gostou. Sem maiores detalhes. Obrigada.
  11. :

    Já tinha lido outros livros sobre o mesmo tema mas resolvi ler também O armário para ver se havia algo de novo. Ele foi escrito numa linguagem acessível, voltada para todos os tipos de pessoas, desde os curiosos até os homossexuais e seus familiares. O autor é psicólogo e fala com conhecimento de causa, porque narra as suas próprias experiências como gay que se assumiu depois de muito sofrimento. Recomendo a sua leitura porque esta obra incentiva e encoraja os homossexuais a saírem do armário; ensina os seus parentes e amigos a lidar com naturalidade diante das mais diversas orientações sexuais existentes no mundo e esclarece os heterossexuais para que encarem com respeito a diversidade. Acho que o leitor aprenderá a refletir muito antes de criticar um gay ou lésbica novamente, se antes da leitura da obra ele estivesse acostumado a fazê-lo. Aprenderá que em toda parte pode haver um homossexual, inclusive dentro da sua própria família. Ninguém está livre. Ninguém pode arfar o peito e dizer que na sua não há. Nunca se sabe.
  12. :

    O livro “O Armário” é o primeiro livro que li abordando diretamente a homossexualidade, embora, ele aborde também questões pertinentes à sexualidade como um todo. Fabrício Viana assumiu, a meu ver, uma postura de coragem em colocar suas ideias e seus estudos sobre o assunto, não só isso, colocou sua “vida” através de suas experiências. Analisando a sociedade que ainda vivemos, declaro minha admiração e respeito pelo pioneirismo e ousadia. O livro reflete a vida de muitos jovens brasileiros. A leitura é envolvente e muito agradável, é informativa e educativa, abordando a homossexualidade e a sexualidade de modo geral de forma muito analítica e coerente, sem tabus e simbolismos. Eu recomendo este livro para todos os públicos independente da orientação sexual. A única ressalva que faço e que a meu ver poderia ter contribuído atraindo maior número de leitores seria um outro título para o livro, pois analisando a sociedade que o próprio livro retrata, o título (O Armário) e a imagem da capa podem levar as pessoas a concluírem que o livro é destinado apenas ao público homossexual que ainda não “saiu do armário”, pois para os que não convivem bem com seu animas e animus, carrega consigo o estigma social (principalmente dos homossexuais) da repressão dos desejos, afastando um possível leitor, que por outro lado seria este quem realmente necessitasse das informações… No mais, parabéns ao Fabrício pela linda iniciativa e contribuição para uma sociedade mais tolerante, respeitosa e humana.
  13. :

    Eu amei o livro por ser totalmente verdadeiro e humano. Recomendo a tod@s que queiram entender melhor a condição de ser Gay! Vale muito a pena!!!
  14. :

    Recomendo esse livro para todos gays e lesbicas que estao sofrendo por causa de orientaçao sexual. Esse livro foi de grande ajuda pra mim comecei a ver as coisas com outros olhos e princilpalmente estou me aceitando como sou. Eu estava enlouquecendo, mas depois de ler o armario minha mente se abriu e minha visao mudou. Eu recomendo para todos que desejam saber mais sobre homossexualidade!
  15. :

    Logo que terminei de ler O Armário eu fiz um comentário por e-mail, mas não sei se foi recebido. Eu gostei muito do livro, ele é objetivo, claro e com um conteúdo maravilhoso. Eu observei na outra vez que O Armário tem alguma coisa a ver com Devassos no Paraíso, de João Silvério Trevisan, como se aquele completasse este. Se as escolas brasileiras abordassem educação sexual, esses dois livros deveriam ser adotados.
  16. :

    O Livro O Armário me trouxe para o novo mundo, o mundo em que nem eu sabia que existia. O livro serviu muito para mim e hoje indico o livro para várias pessoas. Lendo o livro aprendi várias coisas e aprendi o mais importante me questionar, passo com Psicóloga por problemas que existem em eu me assumir, levei o livro para que a minha psicóloga me compreendesse mais ela adorou pediu até que eu comprasse um para ela, pois ela vai indicar o livros para os pacientes dela. Antes de ler o livro eu não era assumido, vivia fugindo de mim mesmo e não me aceitando. Uma semana depois que eu acabei de ler o livro me aceitei em primeiro lugar e no segundo lugar abri o jogo na minha casa e no meu trabalho, hoje eu tirei um peso enorme da minha vida. Antes eu pensava até em me matar mais hoje percebi que vale mais a minha vida do que qualquer outra coisa no mundo. HOJE sou feliz graças a ajuda do livro. Amo muito esse livro e o mais importante foi que eu terminei de ler o livro em um dia.
  17. :

    Gostei muito parece até que estamos conversando direto com o autor, praticamente o livro fala com a gente. É didatico sim e vai ajudar muitas pessoas. Partes que mais gostei é quando o Fabricio começa contar as experiencias que ele viveu, mas tambem de muito valor quando ele usa da psicologia para orientar todos os leitores, gays ou não. Recomendaria sim só não compro umas caixas para dar de presente pelo motivo de não estar financeiramente equilibrado. Só me esqueci de pedir para que se pudessem autografar meu livro antes de ter enviado. Um Abraço a vocês dois Fabricio e Alex, Erivan.
  18. :

    Eu simplesmente adorei o livro !!!!!! Bem didático, os relatos de Fabricio foram de encontro a vários conflitos que já sofri. A parte que mais gostei foi o lado mais psicológico da coisa, onde contem mais fatos e orientações, pois mostra uma realidade maior sobre o assunto. Contei sobre o livro para uma amiga que é heterossexual, emprestei o livro a ela, ela adorou o livro, não somente ela, mas a mãe dela tmb, ambas leram o livro, e falaram que vão adquiri-lo.
  19. :

    O Armário é uma das poucas obras literárias contemporâneas voltada para o público homossexual que merece ser lida. O autor usou de forma brilhante expressões e uma linguagem de fácil acessibilidade aos leigos. Achei interessante como ele mesclou sabiamente seus relatos pessoais com estudos sobre assunto, levando o leitor a uma viagem profunda - e didática - sobre a homossexualidade. Se você é gay, conhece algum ou deseja saber um pouco mais sobre esse universo, recomendo a leitura de O Armário.
  20. :

    As partes que mais gostei foi quando o Fabricio conta um pouco de sua vida.. e acabei me identificando muito com ele, pois minha história é bem parecida... só a aceitação dos meus pais que estão sendo bem dificil e até hoje não aceitam, só estou esperando a maio idade para cair fora de casa pois já trabalho e sou idependente do meu dinheiro... e a tirei a sorte grande, pois conheci um rapaz da mesma cidade, mora perto ... mais o que sentimos um pelo outro não dá pra explicar, larguei mão de tudo por ele, sou bailarino e sai do meu grupo de dança para começar a trabalhar e tbm por que as pessoas eram preconceituosas, falei pra minha familia na intenção de ajudar .. mais acabei piorando as coisas .. minha mãe quer ir na delegacia, meu irmão quer matar ele etc... mais tenho certeza de que tudo isso vai passar .. é só uma fase pois está tudo muito recente. adorei a história contada pelo Fabricio .. por que algumas pessoas pensam que o amor não existe entre homossexuais..só que estão enganadas .. pois ele existe sim, e só quem ama alguém de verdade e sente que encontrou a pessoa certa e que aquilo será pra sempre sabe como é... bom o livro me ajudou e continua me ajudando para saber como lidar com essa situação em casa .. e agradeço muito a todos .. Beijos
  21. :

    Eu gostei do livro, seus exemplos de vida poderá ajudar muitas pessoas. Mas acho que vcs poderiam ter abordado casos mais conflitantes, pelo o que eu persebi lendo o livro é que sua mão tem boa cabeça, mesmo não se agradando com o fato e seu pai também, assim fica mais facil superar o problema da não aceitação. No meu caso foi muito mais complicado e eu acabei ficando dentro do armário. Pai violento e alcolatra que levava vagabunda pra dentro de casa, mãe submissa, na escola eu tive que aguentar chacotas de colegas de classe e xingos e agressões de professoras homofóbicas, ou seja não tive apoio nem dentro de casa e nem em lugar algum. Só sei que tenho secuelas até hoje de tudo que passei, superei é claro, mas ainda tenho problemas na vida afetiva. O interessante no seu proximo livro é abordar casos assim, pra tentar ajudar pessoas que por incrivel que pareça ainda nos dias de hoje passam por situações desse tipo. Evitando assim mais um gay neurótico, inrustido e mal amado! (Talvez me faltou frieza, eu era muito bonzinho). Boa sorte um abraço.
  22. :

    Eu terminei de ler hoje 23/10/2009... no serviço!!! nossa!!! não li...DEVOREEI!!! Livro muito bom...pena que não aborda de forma tão profunda o mundo lésbico...mas, de certa forma eu me senti aliviada ao entender que não sou um bicho por ter atração pelo mesmo sexo... pelo contrário.. só é uma forma diferente de expressar minha identidade sexual... (e posso dizer que de forma saudável), pelo menos agora que tenho convicção de que não sou um monstrinho por possuir esses sentimentos...de uma forma mais leve e s/ grilos!!! Recomendo a todos (héteros,gays,lésbicas...), além de divertido é didático!!! Parabéns Fabrício!!!!
  23. :

    Minha companheira e eu compramos O Armário e ficamos bastante tocadas com a experiência de vida do Fabrício e sua coragem diante da vida. Na mesma ocasião nosso sobrinho de 16 anos se assumiu pra nós e lhe repassamos o livro que o ajudou pois viu que suas dúvidas e angústias não precisavam ser vividas em solidão. Especialmente os capítulos finais, que trazem bases conceituais, serviram para quebrar alguns paradigmas e entender o contexto da diversidade sexual.
  24. :

    Recomendo, principalmente para mães que tem filhos Gay (Meu caso), e dificilmente se acostuma com a Ideia, amadureci muito depois que li o livro, confesso que não aceito de coração, mais aprendi a administrar a situação. Aprendi que nossos filhos nascem assim e devemos ama-los da maneira que ele é. Caso seja publicado um novo livro por favor informar que comprarei de imediato. Para ser gay não precisa acabar com a sua vida se colocar em baixo estima, aprendi que é preciso ter ética e se comportar normal como todos os héteros etc....
  25. :

    Assim que recebi o livro, iniciei a leitura, estava curioso, por tudo. Pela divulgação do próprio Fabrício, ou de outras pessoas. O livro é muito, mas muito didático. Acho que todos, independente da orientação sexual deveriam ler. Ele nos liberta. No armário colocamos tudo o que não queremos ver, só que quando este estiver cheio de coisas, de desejos reprimidos, de sonhos, de vontade e tudo o mais, este armário termina desmoronando em cima da gente mesmo. O autor parece um professor que tenta traduzir da melhor maneira possível o assunto da disciplina abordada para a turma, para a sala. Por um momento, senti-me um aluno desses. Estamos sempre aprendendo e quando pensamos que sabemos, não sabemos e temos de aprender ainda mais. É a questão do eterno aprendiz, como Gonzaguinha disse na canção. Os dados históricos são fundamentais para entendermos nosso presente, isso em qualquer área. Tinham questões que eu sempre debatia, conversava, mas não tinha subsídios psicológicos ou históricos para argumentas. Agora eu os tenho. Parabéns pela iniciativa. Louvável. Parabéns pelo livro. Parabéns por sua história que faz e fez amenizar o sofrimento e a angustia de tanta gente. E que venha o próximo. Precisando de ajuda, é só gritar. Agora sei muita coisa a seu respeito. Risos...
  26. :

    Parabéns, Estou extasiado de tanta informação, penso ser muito importante à leitura e a propaganda boca à boca de sua obra, pois jovens por este Brasil a fora devem estar loucos de tanta repressão e o troca-troca de esconderijos dentro de seus mundos. Mundos estes que mudam de endereço todos os dias, pois lhes é necessário esconder o mais íntimo de suas várias faces. Me vi muito em seu livro, principalmente onde você descreve o machismo, rsrsrsrs, engraçado, pois sempre digo aos amigos, família, parentes, namorados e colegas de trabalho que eu nunca soube o que é armário, digo sempre que eu já nasci fora dele. Nunca me peguei deprimido por conta de minha orientação, desde criança eu sempre soube o que quis, e sempre vivi muito bem minha sexualidade. Graças a Deus. Bom voltando, disse machista porque não me vejo namorando com um super-efeminado, rsrsrsrs, mais de um modo geral sou super versátil, o prazer é algo que não tem receita, o prazer acontece puro e simplesmente. Nunca tive problemas com minha sexualidade, nunca sofri nenhum tipo de pré-conceito em relação a minha orientação, às vezes fica até difícil agüentar crises dos outros, quando vejo que é tão simples ser feliz. No que sua obra se refere à Igreja X Religião, simplesmente é um SHOW, sua precisão e vontade de jogar tudo no ventilador é algo que me deixou com o ego muito explosivo. No fundo sempre achei isso! E o medo de duvidar de uma existência DIVINA sempre me deixou com os pés atrás e as mãos atadas, agora penso e acredito que existe pelo menos alguém neste mundo que partilhe do mesmo pensamento. Mais uma vez quero lhe parabenizar pelo excelente trabalho ao qual eu dedico minha intensa admiração. Fique em paz, Abraços, Beijos,
  27. :

    Ola a todos. Não poderia de deixar aqui um pequeno depoimento sobro este livro maravilhoso. Em muitos momento me senti dentro da história, simplemente fascinante. Hoje passo a perceber muitas coisas que não percebia e isso me traz muita satisfação pois ao você entender melhor o meio em que se esta inserido, você passa a se aceitar de uma maneira diferente. Este livro abriu muitas portas em minha vida que estavam emperradas e hoje sou uma pessoa muito mais feliz. Obrigado Fabricio por esta mudança. O fato é que todos nós sabemos das dificuldades de aceitação perante sociedade e a você mesmo só que não nos atentamos a como lidar com tudo isso e o livro nos ajuda a olhar com outros olhos e encarar de frente qualquer desafio. Tenho indicado a varias pessoas inclusive héteros, e para meu espanto adoram. Quando sairá o novo livro?
  28. :

    Não o considero um livro didático, ainda que seja muito importante e interessante para quem não conhece nada a respeito da homossexualidade. É um trabalho maravilhoso desse meu grande amigo. Amei! Parabéns querido!... Que você continue, através dos seus trabalhos literários, iluminando nossas mentes.
  29. :

    Recebi meu livro ontem pela manhã e duma forma cativante cada palavra foi me envolvendo. Nem parei para almoçar de tão concentrado que estive. Minha fome era saciada pelo desejo de querer ler mais e mais. Quando caí em si, já me encontrava no fim da tarde e o livro terminou. Deixou-me com uma vontade imensa de sair pelo mundo a fora gritando que gosto de meninos e não de meninas como todos pensam. Porém ainda não é a hora, preparado emocionalmente estou, mas não financeiramente caso eu seja expulso de casa. Gostei muito do livro. Abriu completamente meus olhos para o mundo gay. Desconstruiu qualquer imagem errada que eu tinha a respeito da homossexualidade e me fez amar ainda mais o que sou. Parabéns! E muito obrigado por essa obra extremamente maravilhosa. Agora meus amigos estão brigando para ver quem vai lê-lo (risos). Abração...
  30. :

    Adorei o livro, li ele em 4 dias, más foi muito proveitoso, tenho 21 anos de idade e me assumi recentemente, eu ia me assumi depois de ler o livro, mas a ansiedade era tanta que eu fiz sem pensar duas vezes, pois estava realmente pronto para o desse e viesse das demais reaçoes de meus familiares. Tudo na vida é um processo, eu abri os meu olhos em relação a MINHA vida e minha VERDADE, e aprendi ater paciencia e respeito por minha familia, pois sei que nada muda da água pro vinho, pelo menos é o que acredito !!! srsrsr. o livro é muito encantador, pois voce se identifica com cada palavra escrita, é como se voce LEITOR entrasse na vida do Fabricio e vivenciasse toda uma história que é muito parecida com a sua. O livro é cheio de Síntese e fatos reais da História antiga sobre o tema abordado e tudo o que á de maravilho no nosso cotidiano atual, recomendo este livro para todos e todas homossexuais que estão no início de sua identificação e tem uma busca mais aprofundada no que é viver a VIDA com a verdade e a mais plena Paz !!! Parabens Fabricio, Sou seu maior Fã , Sucesso..... porque ainda tem muito trabalho pela frente !
  31. :

    Não sei nem por onde começar. Bom, achei o livro muito simpático, não sei se é esse o melhor termo, mas, particularmente o achei muito proveitoso. Claro, explicativo e de boa leitura. Uma leitura istigante; leva-nos a adentrar na história que se inicia o livro. Penso, inclusive, que daria uma boa curta ou mesmo longa metragem. Comprei-o no intuito de complementar meu trabalho da faculdade, que trata da família homoafetiva. Me ajudou consideravelmente. Parabéns por todo essa disposição, escolha e qualidade dos seus trabalhos e projetos. Um abraço. E sucesso.
  32. :

    Galera, o livro é ótimo, bom de ler e fácil de entender. Depois que você começa a ler, você nota que tem muita coisa em comum.....é ótimo pra ajudar a decidir muita coisa na vida...principalmente para aqueles mais tímidos e medrosos...ou ainda não tem certeza do que quer pra si mesmo.... Vale a pena adquiri-lo sim....experiência própria! É uma ajuda pessoal intima muito grande!
  33. :

    O livro é ótimo, me proporcionou um autoconhecimento delicioso, além de me ajudar de maneira determinante na superação de alguns tabus e falsos medos. Todo leitor - homossexual ou não - se identificará com pelo menos um dos personagens, estereotipos ou histórias narradas. Eu mesmo me li várias vezes. Vale demais a leitura que eu recomendo sem hesitar. Ao autor, a quem não conheço pessoalmente, desejo a merecida prosperidade no amor e como escritor. (Agora uma crítica construtiva, que não precisa publicar no site: recomendo uma revisão gramatical, pois a obra é fértil em erros de pontuação e acentuação, e há alguns erros esparsos de ortografia também, o que, desmerecidamente, pode abalar a credibilidade do livro). Resposta do Fabrício Viana: Obrigado Gustavo pelo depoimento e pela crítica. Você está certo! Entretanto, a terceira edição graças ao Arthur de Lacerda virá com todas estas correções. Agora é só esperar. Grande abraço e mais uma vez obrigado! :-)
  34. :

    Eu adorei!!! As partes que mais gostei foram o começo o meio e o fim, ele é realmente maravilhoso! Sou hetero e aprendi muito sobre a homosexualidade, sobre o real motivo do preconceito e principalmente sobre a vida. Como a neurose atinge todas as tribos e classes sociais, como a religião tem manipulado de forma devastadora a mente das pessoas. Já recomendei este livro à toda minha família e amigos todos vão aprender como eu; principalmente aqueles da minha família que ainda estão no armário e pensam que estão enganando todo mundo quando na verdade estão enganando a sí próprios.
  35. :

    Sou psicóloga e nunca se tocou neste assunto durante a faculdade. Ao me deparar com uma paciente homossexual fui em busca de ajuda e encontrei esse livro maravilhoso que foi de grande valia na prática clínica. Estou recomendando-o a todos que sinto necessário. Parabéns!
  36. :

    Confesso que chorei em algumas partes do livro, que me fizeram relembrar as minhas crises da adolescência (da descoberta, da aceitação, do enfrentamento). Se na minha adolescência eu tivesse um livro como esse tudo podia ter sido mais ameno. Eu sempre soube que era diferente, mais sensível, meu pai dizia que homem não chora. Lembro que sempre quando me apaixonava, essa paixão não era correspondida. Primeiramente eu contei pros colegas de escola, nessa época sofri com perseguições e humilhações dentro da escola. Nessa mesma época contei pros meus pais e pra minha irmã que eu era gay, a reação dos meus pais foi péssima. Mas até hoje (lá se vão 10 anos) os meus pais fingem que não sabem. A minha 1ª vez eu tinha 22 anos, o meu 1º beijo eu tinha 21 anos, a demora disso tudo foi a minha aceitação e depois é ter coragem de tomar a iniciativa. Hoje eu estou melhor do que na minha adolescência, eu consegui me assumir, a ter relacionamentos sexuais-afetivos, de vez em quando é que bate uma baixa auto-estima (como é relata no livro). Por tudo me identifiquei muito com o livro, gostaria que os meus pais lessem esse livro, e que um dia como é relatado no livro, eles fossem a uma danceteria ou boate gay comigo.
  37. :

    Eu recomendaria esse livro para todos gays e lésbicas que estão sofrendo por causa de orientação sexual. Esse livro foi de grande ajuda pra mim comecei a ver as coisas com outros olhos e principalmente estou me aceitando como sou. Eu estava enlouquecendo, mas depois de ler o armário minha mente se abriu e minha visão mudou. Eu recomendo para todos que desejam saber mais sobre homossexualidade!
  38. :

    O livro é perfeito! Fala sobre todos os pontos de vista que eu ja imaginei. Foi muito fácil de se identificar com a historia porque é o que mais acontece com as pessoas que se descobrem homossexuais. Uma obra limpa, verdadeira, e de excelente qualidade.
  39. :

    Excelente livro. De forma didática e com exemplos da vida do próprio autor, aliados a sua formação como psicólogo, o livro pode ser classificado como "homossexualidade para iniciantes" (!), na medida em que trata de forma sintética mas precisa de aspectos históricos e conceituais acerca da homossexualidade. Ainda que eu não concorde na classificação da homossexualidade como um 'continuum', esta parece ser uma das posições dominantes na área da psicologia sobre o tema, o que mostra outro mérito do autor, de trazer entendimentos contemporâneos acerca do tema para este livro de fácil e agradável leitura. Em suma, livro altamente recomendado para aqueles que quiserem começar a se aprofundar ou então queiram relembrar o essencial sobre o tema."
  40. :

    Adorei o livro, eu já estava namorando o livro a algum tempo mais só agora tomei coragem em compra-lo, bem diferente de alguns meses atrás. Eu me aceitei a pouco tempo, final de 2007, de la pra cá fiz várias amizades graças a internet e o Orkut as quais algumas conheço pessoalmente e tenho um grande carinho. Hoje meu estado emocional esta muito melhor que antes, estou tentando viver mais e melhor. A minha vida o que não fizera antes, sem medo de ser feliz. Mesmo já tendo passado a parte da aceitação achei importante investir na literatura e no autoconhecimento. Fabrício parabéns pelo livro.
  41. :

    O livro é realmente muito bom... mostra tudo o que realmente estava acontecendo comigo..todos os distúrbios que estava passando. A homofobia internalizada que eu tinha mudou bastante.... e eu me aceitei assim...não importa o que aconteça, sou assim, nasci assim é não é ninguem que vai mudar isso...... Fabrício Vianna, muito obrigado por abrir os olhos de muitas pessoas que ainda estao no armario......muito....
  42. :

    O livro O Armário foi um dos melhores livros que ja li sobre a homossexualidade aborda temas que ja vivi, relata histórias com exemplos do cotidiano, da dicas ensinamentos enfim uma obra espetacular recomendo a todos, parabéns ao grande escritor Fabrício Viana...
  43. :

    Excelente literatura, tenho usado como referência em minas palestras, especialmente nas escolas.
  44. :

    Livro muito bom pra quem quer entender melhor sua homossexualidade ou memo dos outros. As experiências do autor e os temas tratados são muito bons para o autoconhecimento de quem está inciando no mundo gay. Recomendo.
  45. :

    As experiências do autor e os temas tratados são muito bons para o autoconhecimento.

Adicionar uma avaliação

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *